,

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Total de visualizações de página

Divulgue a poesia

Siga-me por Email

Minha lista de blogs

Parceiro

create your own banner at mybannermaker.com!

Sociedade contemporânea

Pra onde vai à humanidade?



No século atual chega a ser gritante a desvalorização dos valores, que regem o convívio pacifico entre os indivíduos numa sociedade estratificada: um novo modelo de homem esta sendo criando com novos padrões de conduta moral e ética. Onde o honesto não bem visto como outrora. O importante é ser mais esperto e se da bem acima de tudo. A ética ver-se encurralada prestes a ser extinta.
E cultivada por poucos raros ate que insistem em manter tudo como dantes. E não aceitam os novos conceitos de liberdade que se tornou sinônimo de libertinagem.
A família essa perdeu o posto de prioridade, afinal estamos na modernidade são outros tempos família é coisa do passado já foi dada à carta de alforria do divórcio
As mulheres já conquistaram o mercado de trabalho não precisam mais dos homens podem criar seus filhos sozinhas, e virarem-se muito bem. Que mal a nisso? Os jovens esses estão... O sexo agora é livre pra copular não precisa casar-se o negocio e curtir o momento, pra que conhecer mais o parceiro saber onde mora conhecer sua família sua historia e origem; são pequenos detalhes que precisa saber disso? È cafonice coisa de babaca, que não este antenado com a onda do momento. Com isso vem à desvalorização feminina que do doutorado aos machistas de plantão os quais não querem compromisso e põe à culpa na ascensão feminina e na igualdade de direitos que a mesma proporciona. Com a chamada globalização... Juntamente com sua contribuição positiva e por outro lado negativa proveniente de uma sociedade capitalista mais que precisa ser articulada. Segundo Edgar Morain o pai da complexidade e um dos maiores filósofos franceses da atualidade autor de mais de 60 obras dentre elas vale enfatizar a obra “cabeça bem feita” (E que nos deu o prazer da sua ilustre visita para o encerramento do projeto Fronteiras Braskem do pensamento no TCA). Com essa inteiração planetária derivam-se as multidões de informações oriundas dos quatro cantos da terra o que gera um conteúdo fragmentado e descontextualizado não é preciso ter a cabeça cheia e sim bem feita. Decorrente disso gera-se a banalização dos valores e por conseqüência a degradação social ambiental cultural e política respaldada numa geração onde o que predomina e a falta de limites. “Afinal é proibido proibir” e o “inferno são os outros”. È uma crise generalizada da humanidade. “Então quando há crise, isso significa incerteza, perigo de regressão e de degradação. Mas significa também oportunidade de encontrar as soluções que possam resolver a crise. Podemos dizer que hoje os perigos são mais prováveis e as oportunidades improváveis, mas existem” (Edgar Morain).
22:55 | 0 comentários | Read More
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...